latinitates

ESTUDOS CLÁSSICOS E HUMANÍSTICOS

Nosso Acervo

<> O Reflexo anti-épico de Virgílio no indianismo de Gonçalves Dias
Categoria:
Dissertações e Teses
{{variant.name}}:
{{opt.name}}
{{opt.value ? '' : opt.name}}
{{opt.value ? '' : opt.name}}
Descrição

O objetivo deste trabalho é analisar o conceito anti-épico no indianismo de Gonçalves Dias. Partiremos da premissa já desenvolvida em torno da obra Eneida de Virgílio, que, para muitos autores, embora pretendesse o poeta compor um poema de vida, acabou por compor um poema cheio de sofrimentos e de morte. A contradição que submergiu Virgílio também a ela sucumbira Gonçalves, embora o poeta quisesse fazer de seu indianismo uma celebração da vida, sua nostalgia ganha um pessimismo bastante peculiar, porque ao relembrar um tempo em que os nativos viviam felizes coloca em pauta o triste destino que os aguardava, e que Gonçalves tenta fugir, mas se torna inevitável. Este pessimismo encontra-se na própria autodenominação do poeta: cantor de um povo extinto e humilde cantor.

Palavras-chave: anti-épico, herói, indianismo, índio, Piaga, Timbiras, Tupi.
 

Autor: Weberson Fernandes Grizoste

 

Dissertação publicada, clique aqui: A dimensão antiépica de Virgílio e o indianismo de Gonçalves Dias

Lívia Maria da Silva

© Reservado a reprodução para fins não comerciais

Tem interesse em comprar uma das publicações? talvez seja possível,

entre em contato conosco.